Notícias

Médicos decidem por não paralisação das atividades no Hospital São Miguel

Em Assembleia realizada na noite desta quarta-feira, dia 14, os médicos do Corpo Clínico do Hospital São Miguel decidiram pela não paralisação dos atendimentos que estariam concentrados nas cirurgias eletivas com hora marcada, endoscopia, procedimentos e internações que não fossem de urgência. A paralisação estava prevista acontecer a partir do dia 18 de junho. Segundo nota enviada pelo Dr. Élcio Starck Machado, Diretor Clínico do São Miguel, esta decisão se deu em parte pela Administração Municipal ter realizado o pagamento aos médicos referente o mês de abril e em parte pela abertura do diálogo que a Prefeitura de Gramado está oferecendo, relata. No próximo dia 21 de junho uma Comissão formada por médicos do Corpo Clinico irá se reunir com o Prefeito para dialogar sobre a suficiência de repasse municipal para o funcionamento do SUS hospitalar. “Ressaltamos que na vigência de atraso por mais de quinze dias dos recebimentos, os médicos mantém a proposta de suspensão de atendimentos que não sejam urgência ou emergência”, finaliza o médico Diretor Clínico, Dr. Élcio Starck Machado.

Em Assembleia realizada na noite desta quarta-feira, dia 14, os médicos do Corpo Clínico do Hospital São Miguel decidiram pela não paralisação dos atendimentos que estariam concentrados nas cirurgias eletivas com hora marcada, endoscopia, procedimentos e internações que não fossem de urgência. A paralisação estava prevista acontecer a partir do dia 18 de junho.

Segundo nota enviada pelo Dr. Élcio Starck Machado, Diretor Clínico do São Miguel, esta decisão se deu em parte pela Administração Municipal ter realizado o pagamento aos médicos referente o mês de abril e em parte pela abertura do diálogo que a Prefeitura de Gramado está oferecendo, relata.

No próximo dia 21 de junho uma Comissão formada por médicos do Corpo Clinico irá se reunir com o Prefeito para dialogar sobre a suficiência de repasse municipal para o funcionamento do SUS hospitalar. “Ressaltamos que na vigência de atraso por mais de quinze dias dos recebimentos, os médicos mantém a proposta de suspensão de atendimentos que não sejam urgência ou emergência”, finaliza o médico Diretor Clínico, Dr. Élcio Starck Machado.

Notícias

  • Blog do Gerson

  • Google Street View

Link da fonte de notícia...


Tags: Nenhuma
0 comentário
Denunciar        

Leia também: