Que volante, que nada!

Anunciaram que D'Alessandro seria volante no sábado, contra o São Paulo. Achei graça: imaginem o cara, com tamanho potencial técnico, desarmando, lutando, correndo atrás dos adversários em seu próprio campo... Não pode. E não foi: ele ficou como vértice na linha de três que formava com Dourado e Fabinho, fazendo seus lançamentos e passes precisos, sempre na direção do gol. Perfeito: com o peso da idade, é assim que D'Ale tem de jogar, sem grandes piques e desgastes. E ainda deve ser poupado, quando estiver sob risco de lesão ou o jogo não for importante.

Renato tem razão

Essa história de que quando o torcedor compra o ingresso passa a ter sempre razão, isso não é bem assim. Não se trata de amordaçar ninguém, mas muitas vezes ocorre de técnico e fisioterapeutas terem conhecimento da exata situação física de um atleta e o público, não. Aí fica aquele descompasso: o cara faz o maior esforço em campo, erra e toma vaia; o treinador não substitui como a plateia deseja e dê-lhe vaia. No caso do Grêmio, Renato tem razão em protestar: Lucas Barrios não pode chegar e arrebentar direto, ele requer um tempo - e isso a torcida, impaciente, nega.

Segue o jogo

E o Novo Hamburgo, empacou? Duas derrotas seguidas abalaram, mais uma comprometerá a vistosa campanha que manteve até a sexta rodada. Amanhã tem a chance de mostrar se era ou não fogo de palha, mas o desafio é grande - simplesmente o Grêmio, às 21h45min. A folga do Noia era tão grande que, mesmo se perder, manterá a liderança isolada. Antes (19h45min), tem Ypiranga e Inter, em Erechim. Mais um bom teste para o time colorado, ainda em busca de sua melhor formação.

Um admirável goleador

Não é só uma questão de chutar bem, com precisão. Trata-se de posicionar-se, prever o tempo da bola e saber exatamente o que fazer quando ela chega. Isso significa já pensar na próxima, enquanto faz a primeira jogada - assim como fez Luan, que dominou com o peito, tirou o zagueiro e colocou a bola à feição para marcar o gol do Grêmio, domingo. Mas quero falar é de Fred, artilheiro do Atlético-MG no Mineiro, com 11 gols em 10 jogos - mais do que conseguiram outros 10 dos 12 times do campeonato de Minas. Ele poderia ser útil quinta-feira, contra o Uruguai.

Pitacos

A CBF deveria ter lado nessa disputa entre dois de seus filiados? Contratou o advogado do Barcelona para derrubar o Inter na disputa contra o Vitória, pela vaga na Série A.

Prefiro sempre conquistas obtidas em campo, mas tão ferrenha posição, de uma entidade que vive permanentemente sob suspeita, me leva a torcer pelo ganho de causa para o Inter.

Inter acertou muito mais do que pensava ao trazer Uendel. Resolve o problema da lateral e funciona bem demais pela esquerda, apoiando o ataque. Valeu o investimento.

 

Link da fonte de notícia...


Tags: Nenhuma
0 comentário
Denunciar        

Leia também: